O que é o câncer testicular?

Os testículos são parte do sistema reprodutivo dos homens e são responsáveis pela produção de hormônios masculinos (principalmente testosterona) e esperma. O câncer testicular começa como um crescimento anormal ou tumor que se desenvolve em um ou ambos testículos.

Mais de 90% dos cânceres testiculares desenvolvem-se em células germinativas, que são responsáveis pela produção de esperma. Tumores testiculares secundários são causados por células cancerígenas que se espalharam para os testículos de outras partes do corpo (metástase). Esses cânceres são mais raros do que a forma anterior de câncer testicular.



Sabia os fatores de risco

Homens jovens de idades entre 18 e 40 anos têm o maior risco de desenvolver câncer testicular. As causas do câncer testicular são desconhecidas, mas existem possíveis fatores que podem aumentar o risco, incluindo:

Histórico familiar, tal como o pai ou irmão terem sido diagnosticados com câncer testicular


Ocorrência anterior de câncer testicular


Criptorquidia


Síndrome de Down aparenta aumentar o risco de câncer testicular


Não há uma conexão entre o câncer testicular e danos aos testículos, lesões esportivas, banhos quentes ou roupas justas.



Sintomas, exames e tratamento

Os sintomas

Alguns homens podem sentir alguns sintomas e outros nenhum sintoma de câncer testicular, mas existem alguns alertas, incluindo:

  • Inchaço ou um caroço em um testículo (geralmente sem dor)
  • Sentimento de peso no escroto
  • Mudança de tamanho ou formato dos testículos
  • Dores no abdome inferior ou virilha
  • Um acúmulo repentino de fluído no escroto
  • Dor ou desconforto em um testículo ou no escroto
  • Aumento ou maciez do tecido do peito

O que fazer

Se você tem alguma preocupação ou está sentindo algum desses sintomas, é importante entrar em contato com um médico.


Se examinando

O autoexame frequente dos testículos é importante para homens jovens, particularmente aqueles que têm risco de ter câncer testicular. Já que estão familiarizados com o tamanho, formato e nível de granulosidade, isso pode ajudar os homens a determinar se algo está errado.

Um autoexame testicular pode ajudar um homem a encontrar quaisquer mudanças nos testículos de maneira precoce, para que o tratamento necessário possa começar o quanto antes.

Como se examinar

A Andology Australia publica um guia passo a passo de como conduzir um autoexame testicular (somente em inglês).


Opções de tratamento

O câncer testicular é um câncer altamente tratável e pode ser tratado de maneira eficaz e potencialmente curado, se for diagnosticado precocemente. Câncer testicular avançado também pode ser curado com tratamento. Os tratamentos incluem:

  • Orquiectomia (remoção cirúrgica dos testículos afetados), feito sob anestesia geral.
  • Quimioterapia ou radioterapia, geralmente prescritas depois da cirurgia para tratar das células cancerígenas restantes que podem ter se espalhado para outras partes do corpo, tais como linfonodos.

Ao escolher um plano de tratamento, fatores como sua saúde geral e tipo/estágio do câncer devem ser considerados.

Se você foi diagnosticado com câncer testicular

O passo mais importante é falar com seu médico sobre as opções de tratamento. Você pode considerar as opiniões de um segundo ou até terceiro médico.


Efeitos colaterais

O câncer testicular e a remoção de um dos testículos não devem alterar a função sexual ou fertilidade. O efeito na fertilidade depois da remoção de um dos testículos é mínimo, já que um único testículo produz uma grande quantia de esperma.

Para aqueles que precisam de mais tratamento, a fertilidade pode ser afetada, pelo menos temporariamente.

Antecipando as mudanças em fertilidade

A sua recomendado que os homens com câncer testicular conversem com seus oncologistas sobre criar um banco de esperma antes de começar a quimioterapia ou terapia de radiação.



Para uma lista de todas as fontes sobre saúde masculina, favor entrar em contato com references@movember.com